Categoria: Professor de Yoga – Bases do Ensino


Clique para assistir a série

A aula mais difícil para o professor de Yoga

A aula mais difícil para o professor de Yoga A aula mais difícil para o professor de Yoga é aquela que nem todo mundo aprendeu a dar. E é uma das situações mais corriqueiras desse tipo de trabalho. Uma das maiores satisfações do professor de Yoga é quando os alunos formam um grupo disciplinado de práticas, o que traz entusiasmo para quem ensina e pratica. 😻😻😻 A coesão da turma promove uma espécie de simbiose entre os praticantes. Mesmo sem perceber, cada um acaba influenciando a prática dos demais. Leia o texto sobre como o treinamento de ciclismo produz o mesmo fenômeno clicando aqui. Porém, as turmas nunca terão uma sincronicidade no nível e velocidade evolutivas.  Haverá aquele que já praticava antes de iniciar suas aulas, outro que já está ao seu lado por algum tempo e também quem chega absolutamente novato para a prática. 🙊🙊🙊 Como existem diferentes estágios na evolução dos praticantes e cada fase requer um tipo de prática, essa situação pode ser desafiadora para o professor de Yoga. Nessas horas ter discernimento sobre o tipo de classe e técnica que irá se adequar ao momento de cada aluno é algo valioso. Felizmente, no ensino do Yoga nada é fixo, as estruturas de uma aula não precisam ser rígidas. 🙌🙌🙌 O mais importante é ter clareza sobre a fundamentação dentro da qual você constrói suas aulas. É imprescindível ter boas referências, as quais se adquire através de estudos, relatos e experiências próprias. Se quiser saber um pouco mais sobre o Yoga Sutra, obra fundamental do Yoga, clique aqui para assistir o episódio no qual falamos apenas sobre essa escritura clássica. Dessa forma, os mais experientes continuarão evoluindo e os novatos sentirão que mesmo essas aulas são adequadas para o seu desenvolvimento. 😎😎😎 Por exemplo, pranayamas avançados usam a mesma base respiratória que foi ensinada quando se era um iniciante. Portanto, refazer técnicas aprendidas no início das práticas será uma experiência nova pois a percepção de quem já pratica há mais tempo é diferente de quando se era um aluno iniciante. Para quem começa, aquilo será a base, para quem já conhece a técnica, será uma oportunidade de experimentá-la sob um outro patamar. 💪💪💪 Entender que uma aula aceita inúmeras possibilidades para se transmitir o Yoga é o primeiro passo.  A partir daí, um novo mundo de possibilidades se abre para o professor explorar diferentes formas de proporcionar evolução e experiências para seus alunos. 👯👯👯 No quarto episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino, damos sugestões para que você saiba lidar com esses momentos com tranquilidade e seus alunos continuem frequentando suas aulas, independentemente do nível da turma!  Caso você ainda não tenha se inscrito na nossa série, clique aqui. Clique aqui para assistir. Vale a pena conferir! 💫💫💫 Sabemos que existe uma enorme diferença entre experimentar o Yoga dentro de si e expressá-lo para o lado de fora enquanto professor. Queremos facilitar a sua jornada neste momento único dentro do Yoga! Essa série de vídeos é a nossa contribuição. 🏆🏆🏆 Se você gosta do nosso conteúdo, acompanhe nosso trabalho nas redes sociais e compartilhe estes episódios com outras pessoas que possam se interessar pelo tema. Namaskara.

Assista nossa série Professor de Yoga - Bases do Ensino

Dicas simples para aulas mistas de Yoga

Dicas simples para aulas mistas de Yoga Quem ensina Yoga e nunca deu aula para alunos em estágios completamente distintos que atire a primeira pedra. 😆😆😆 Apesar de ser uma situação corriqueira na profissão, pode ser desafiadora por diversos motivos.  Afinal, como transmitir uma aula profunda para quem já é experiente e, ao mesmo tempo, que ensine fundamentos do Yoga para aqueles que estão começando? 😱😱😱 Foi pensando justamente em descomplicar suas aulas quando turmas assim se formam que fizemos o quarto episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino. Nesta aula, apresentamos algumas sugestões simples e flexíveis que irão se moldar às suas necessidades. 💥💥💥 Usando a experiência do professor dentro do Yoga como base para resolver a questão. http://https://media.giphy.com/media/UqwcctQVHqhJKS6Qj8/giphy.gif Dessa forma, você poderá usar sua criatividade para encantar alunos de qualquer nível de prática, sem perder o cerne do que deseja transmitir. 🙌🙌🙌 Se quiser aprender mais sobre como estruturar suas aulas e ensinar aos alunos iniciantes, acompanhe a série completa clicando aqui. O objetivo da nossa série é lhe proporcionar bases que são simples de aprender e fáceis de aplicar quando você está dando aulas de Yoga. Se você já ensina Yoga, deixe seu comentário nos contando se já viveu algo assim e como foi lidar com isso.

Clique para assistir a série Professor de Yoga - Bases do Ensino

Evolução no Yoga para quem começa!

Evolução no Yoga para quem começa! Uma das coisas mais fascinantes no treinamento do ciclismo é o fato de que pessoas com níveis distintos, segundo pesquisas com até 30% de diferença, podem treinar juntos e mesmo assim será interessante e desafiador para ambos. 💪💪💪 Isso é possível porque os mais lentos poderão entrar no vácuo dos atletas mais velozes. Ou seja, aquele que está na frente quebra a resistência do ar, diminuindo a quantidade de esforço daquele que está atrás.  Esse efeito do ciclismo torna os treinamentos em grupo mais acessíveis aos diferentes tipos de praticantes. 👫👬👭 Na prática de Yoga em grupos podemos ver o mesmo efeito acontecendo! Teoricamente, quando algum aluno iniciante passa a frequentar uma aula onde a maior parte dos praticantes é mais experiente, pensamos que a aula perderá profundidade e os veteranos terão que retornar ao básico, o que estancaria sua evolução.  Na prática, as coisas não funcionam bem assim. Afinal, o básico do Yoga poderá produzir evolução independentemente do nível em que o aluno se encontra. 🙌🙌🙌 O melhor exemplo disso é a técnica essencial do Yoga: a meditação.  Ao praticar meditação, o mesmo exercício produzirá diferentes níveis de percepção interna em cada aluno.  Isso porque muitas vezes na prática do Yoga, a experiência interna é o resultado mais importante. E ele independe do meio externo. 💆💆💆 Para o iniciante, no entanto, o grupo pode ter uma enorme influência em sua evolução.  É como se o aluno novo entrasse no \"vácuo\" dos colegas mais experientes. De certa forma, a presença de praticantes antigos irá facilitar a evolução de quem está começando. 🌀🌀🌀 Colocando de uma forma prática, pense em qual situação seria mais fácil propícia para evoluir na meditação: numa aula na qual os alunos estão aprendendo a respirar e não encontraram quietude corporal suficiente para permanecerem imóveis durante o exercício ou aquela na qual o grupo permanece em absoluto silêncio durante todo exercício? Percebeu a diferença? 😉😉😉 Portanto, praticar Yoga com turmas de alunos mais experientes pode ser uma plataforma eficaz para a evolução interna. 🚀🚀🚀 No entanto, existe um ponto essencial neste processo: a maneira como se orienta a aula mista, na qual diferentes níveis de praticantes se encontram.  Quem conduz a aula precisa construir aulas que possam tocar esses dois mundos: aqueles que estão descobrindo o Yoga agora e aqueles que já experimentam seus resultados há algum tempo. ✅✅✅ Nessa semana, o episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino, aborda justamente esse momento em que alunos que se encontram em diferentes momentos do caminho do Yoga se encontram numa classe. Se você ainda não está inscrito na nossa série, clique aqui. Mais uma vez, estamos propondo uma construção pessoal baseada na sua experiência e nas coisas que poderão servir para todos os alunos, independentemente do tempo de prática de cada um. Sabendo como lidar com essa situação, que é mais corriqueira do que se imagina, todos saíram de suas aulas com experiências profundas, independentemente do nível de cada aluno.  De quebra, ainda existem grandes chances de seus alunos novatos pegarem o vácuo da turma e evoluir através da participação de aulas com praticantes mais experientes. Para ler mais sobre a série Professor de Yoga - Bases do Ensino, clique aqui. Esperamos que você goste e aplique essas dicas em suas aulas!  Se você gosta deste conteúdo, compartilhe com pessoas que também se interessam em ensinar Yoga! 🤝🤝🤝

A verdade nunca revelada sobre seus alunos

A verdade nunca revelada sobre seus alunos

A verdade nunca revelada sobre seus alunos Vamos falar a verdade: a grande maioria dos seus alunos não frequenta suas aulas pelo objetivo final do Yoga!  E está tudo bem ser assim! Imagine se ninguém quisesse praticar Yoga? Ou você tivesse que mentir sobre seus efeitos só para atrair alunos? Não fique triste, você não está sozinho nisso. Nós também já experimentamos isso ao longo dos mais de 20 anos lecionando Yoga. No entanto, como professor, é imprescindível ter clareza do que a prática originalmente quer proporcionar.     View this post on Instagram   A post shared by YogIN App Academy (@yoginapp.academy) No entanto, como professor, é imprescindível ter clareza do que a prática originalmente quer proporcionar. Caso você ainda não saiba o que o Yoga almeja, assista ao primeiro episódio da nossa série Professor de Yoga - Bases para o Ensino. Além disso, não podemos descartar completamente aquilo que o aluno busca nas aulas. A boa notícia é que uma enorme parcela dos efeitos que as pessoas buscam no Yoga ocorre como um processo natural no desenvolvimento dentro da prática. Ou seja, mesmo que sua aula seja totalmente focada no objetivo final, naturalmente ela produzir outros efeitos nos praticantes. Grande parte desses resultados secundários, que já foram cientificamente comprovados, são justamente o que os alunos buscam. Portanto, na maioria das vezes, o aluno busca algo que o professor pode oferecer. Isso acontece porque o objetivo do Yoga só é alcançado quando a prática é mantida por bastante tempo. E a condição essencial para isso é permanecer saudável. Segundo a Tradição do Yoga, deve-se suspender a prática em caso de doença. Por isso, o próprio Yoga possui técnicas para aumentar a saúde do praticante. Então, como estruturar aulas que apontem para o objetivo final do Yoga, mas que também possam ajudar os alunos no que eles querem desenvolver? Esse é o tema do segundo episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino. Clique no link da bio, faça seu cadastro na série e receba os episódios e conteúdo adicional ao longo das próximas semanas. Nos vemos em breve. Namaskara

Dia da Poesia - Live Completa

Dia da Poesia – Live Completa

Dia da Poesia - Live Completa Dia da Poesia - Live Completa assista agora! Clicando no vídeo abaixo.   https://youtu.be/-T-pUhONs9Y

Dia da Poesia – Live de Celebração

Dia da Poesia - Live de Celebração Hoje é o DIa da Poesia, dia 21 de Março! Essa arte possui uma estreita relação com o Yoga. Essa sintonia não é explícita, mas é evidente depois que você entende a História do Yoga. Para aprofundar mais as relações entre Yoga e Poesia faremos uma live hoje 21h. Para ser avisado, acesse o link  e deixe seu email para lembrarmos você do evento.                

YS Baixe grátis o 1º capítulo Yogasutra

Baixe o Ebook com o principal do Yogasutra

Baixe o Ebook com o principal do Yogasutra Se você assistiu o 1º Episódio da Série Professor de Yoga - Bases do Ensino entendeu porque começamos a série pela obra fundadora do Yoga. Baixe o Ebook com o Capítulo mais Importante do Yogasutra clicando aqui!  

Clique para assistir o episódio sobre o Yoga Sutra.

Professor de Yoga – A importância do Yoga Sutra

Professor de Yoga - A importância do Yoga Sutra Yoga Sutra é considerada, pela maioria dos estudiosos, como a escritura mais importante da história do Yoga. A célebre obra de Patañjali é o assunto do primeiro episódio da nova série Professor de Yoga - Bases do Ensino! https://yoginappacademy.com/blog/professor-de-yoga-conheca-as-bases-para-ensinar-yoga/ O texto foi escrito para registrar ensinamentos que já vinham sendo transmitidos por via oral há algum tempo.  Em seu primeiro sutra, Patañjali diz: Atha YogAnushasanam A palavra Atha é usada tradicionalmente para o início de uma aula ou exposição, normalmente para tirar dúvidas dos mais novatos. Anushasanam era uma palavra comumente usada para determinar o esclarecimento de algo que já tinha sido previamente exposto.  Desta forma, Patañjali deixa claro para os leitores que ele não é o autor do que será exposto, mas que escreve para tirar dúvidas que possam surgir sobre o que já vinha sendo ensinado. Nos dias de hoje, podemos enxergar Patañjali como um curador do Yoga daquela época. Seu trabalho foi tão amplamente aceito que, a partir de sua obra, o Yoga foi incluído no Hinduísmo como um dos seus sistemas ortodoxos. A tradição oral da India foi utilizada por muitas gerações. Através dela o conhecimento manteve-se vivo por um método no qual era necessário criar sentenças compactas dentro de uma métrica específica. Essa didática visava facilitar a memorização do que estava sendo ensinado. Influenciado por isso, Patañjali organizou o Yoga em 196 versos divididos em 4 capítulos. Dando forma ao corpo de conhecimento do Yoga através dos Sutras. A palavra sânscrita Sutra significa aforismo, uma sentença compacta que traga em si um enorme conhecimento, mas que só poderá ser compreendido plenamente se quem lê receber a orientação correta. Como uma semente cheia de potencialidades que só irá brotar se receber os cuidados adequados. Por isso, tornou-se comum estudiosos da obra produzirem uma versão comentada da escritura em questão. Os comentários mais famosos do Yoga Sutra foram feitos pelo sábio Vyasa. Além disso, Sutra também carrega o significado de linha ou fio. Nesse tipo de literatura é feita uma costura de pequenas frases para se expor uma prática, conhecimento ou doutrina. Sendo assim, um Sutra depende do anterior e expõe algo que será desenvolvido no trecho seguinte. Se você quer ler um trecho dessa obra essencial para Yogis e Professores, baixe gratuitamente o ebook com o primeiro capítulo da tradução do Yoga Sutra que fizemos para o nosso curso. Clique aqui. Se você já conhece a obra, faça uma degustação do Curso de Formação de Professores de Yoga 100% Online do YogIN App Academy. Clique aqui. Caso ainda não tenha assistido ao primeiro episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino e quer entender mais sobre essa obra e os objetivos do Yoga. Clique aqui. Nessa aula, damos uma dica muito importante que poderá mudar a forma como você pratica ou ensina o Yoga. Estamos muito felizes com sua participação neste projeto e esperamos que você aprenda com as informações que estamos trazendo. Se gostou, compartilhe com amigos e familiares que também gostam de desenvolvimento pessoal e Yoga. E continue ligado nos seus e-mails e nas nossas redes sociais pois estamos apenas no primeiro episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino! Namaskara

Professor de Yoga

Lançamento da Série Professor de Yoga – Bases para o Ensino

Lançamento da Série Professor de Yoga - Bases para o Ensino Estamos muito felizes em anunciar que a mais nova série de vídeos do YogIN App Academy é totalmente dedicada para quem já é ou pretende se tornar um professor de Yoga! 🙌🙌🙌 Nela você encontrará vídeos sobre a obras clássicas, livros que abordam diferentes aspectos do Yoga, dicas sobre como montar suas aulas, como aumentar a profundidade da experiência dos seus alunos e muito mais. 🤓🤓🤓 Todas terças-feiras, pelas próximas 6 semanas, lançaremos um novo episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino. 🎉🎉🎉 Para saber receber o link e material adicional de cada episódio, clique aqui e faça sua inscrição nesta série totalmente gratuita. Caso queira mais informações sobre nosso Curso 100% de Formação de Professores de Yoga, clique aqui e confira. Fique ligado em nossas redes sociais pois lançaremos também material adicional sobre cada episódio. 😀😀😀 Para começar a série, escolhemos falar sobre uma obra clássica e essencial: o Yoga Sutra. Conhecer a base filosófica e a visão original desta prática milenar é essencial para quem estuda ou ensina Yoga. Só assim o professor poderá transmitir o conhecimento com clareza, mantendo vivos os ensinamentos dos mestres ancestrais. 📚📚📚 A maioria dos estudiosos acredita que originalmente o Yoga era transmitido pela tradição oral, o que acontece ainda nos dias de hoje em algumas escolas. No entanto, a base fundamental do Yoga surge quando Patañjali escreve uma obra inteira dedicada ao tema. O Yoga Sutra é um livro que vem sendo estudado, comentado e transmitido há mais de 2.000 anos.  Nessa escritura o autor estabeleceu objetivos, técnicas, efeitos e o caminho para a libertação de todo sofrimento interno. 💆💆💆 O livro deu uma estrutura lógica e um caminho aplicável para um conhecimento que já tinha aparecido em obras como Upanishads e Bhagavad Gita. Porém antes dele nenhuma escritura havia se dedicado exclusivamente ao Yoga ou estabelecido parâmetros e práticas.  Se você ainda não leu o Yoga Sutra ou nunca se aprofundou no estudo dessa obra, fizemos um vídeo especialmente para você. Esperamos que você goste! 🤩🤩🤩 Até logo.  Namaskara