Blog


A aula mais difícil para o professor de Yoga

Autoconhecimento e Espiritualidade | 20 mar 2022 | Lucas De Nardi


A aula mais difícil para o professor de Yoga

A aula mais difícil para o professor de Yoga é aquela que nem todo mundo aprendeu a dar. E é uma das situações mais corriqueiras desse tipo de trabalho.

Uma das maiores satisfações do professor de Yoga é quando os alunos formam um grupo disciplinado de práticas, o que traz entusiasmo para quem ensina e pratica. 😻😻😻

A coesão da turma promove uma espécie de simbiose entre os praticantes. Mesmo sem perceber, cada um acaba influenciando a prática dos demais.

Leia o texto sobre como o treinamento de ciclismo produz o mesmo fenômeno clicando aqui.

Porém, as turmas nunca terão uma sincronicidade no nível e velocidade evolutivas. 

Haverá aquele que já praticava antes de iniciar suas aulas, outro que já está ao seu lado por algum tempo e também quem chega absolutamente novato para a prática. 🙊🙊🙊

Como existem diferentes estágios na evolução dos praticantes e cada fase requer um tipo de prática, essa situação pode ser desafiadora para o professor de Yoga.

Nessas horas ter discernimento sobre o tipo de classe e técnica que irá se adequar ao momento de cada aluno é algo valioso.

Felizmente, no ensino do Yoga nada é fixo, as estruturas de uma aula não precisam ser rígidas. 🙌🙌🙌

O mais importante é ter clareza sobre a fundamentação dentro da qual você constrói suas aulas.

É imprescindível ter boas referências, as quais se adquire através de estudos, relatos e experiências próprias.

Se quiser saber um pouco mais sobre o Yoga Sutra, obra fundamental do Yoga, clique aqui para assistir o episódio no qual falamos apenas sobre essa escritura clássica.

Dessa forma, os mais experientes continuarão evoluindo e os novatos sentirão que mesmo essas aulas são adequadas para o seu desenvolvimento. 😎😎😎

Por exemplo, pranayamas avançados usam a mesma base respiratória que foi ensinada quando se era um iniciante.

Portanto, refazer técnicas aprendidas no início das práticas será uma experiência nova pois a percepção de quem já pratica há mais tempo é diferente de quando se era um aluno iniciante.

Para quem começa, aquilo será a base, para quem já conhece a técnica, será uma oportunidade de experimentá-la sob um outro patamar. 💪💪💪

Entender que uma aula aceita inúmeras possibilidades para se transmitir o Yoga é o primeiro passo. 

A partir daí, um novo mundo de possibilidades se abre para o professor explorar diferentes formas de proporcionar evolução e experiências para seus alunos. 👯👯👯

No quarto episódio da série Professor de Yoga – Bases do Ensino, damos sugestões para que você saiba lidar com esses momentos com tranquilidade e seus alunos continuem frequentando suas aulas, independentemente do nível da turma! 

Caso você ainda não tenha se inscrito na nossa série, clique aqui.

Clique aqui para assistir. Vale a pena conferir! 💫💫💫

Sabemos que existe uma enorme diferença entre experimentar o Yoga dentro de si e expressá-lo para o lado de fora enquanto professor.

Queremos facilitar a sua jornada neste momento único dentro do Yoga!

Essa série de vídeos é a nossa contribuição. 🏆🏆🏆

Se você gosta do nosso conteúdo, acompanhe nosso trabalho nas redes sociais e compartilhe estes episódios com outras pessoas que possam se interessar pelo tema.

Namaskara.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *