Categoria: Curso de Aprofundamento no Yoga


Maior Curso Online de Formação de Professores de Yoga no Brasil

Primeiro Curso Online de Formação de Professores de Yoga no Brasil  Primeiro Curso Online de Formação de Professores de Yoga no Brasil  - O Curso de Formação de Yoga Online do YogIN App Academy existe desde 2016. Fomos a primeira plataforma a oferecer uma Formação Completa e 100% online. Assita o vídeo abaixo para conhecer a História do Curso. https://youtu.be/5X6g_YcLGxs Mais de 400 professores de Yoga já se formaram no Curso sendo o maior Curso de Formação de Yoga Online do Brasil Esse sucesso é fruto da melhoria contínua que fazemos no curso desde que ele começou.  Recentemente regravado todas as aulas e preparamos apostilas ainda ,mais especiais para quem quer dar aulas de yoga. O Curso de Formação do YogIN App Academy tem duração de 6 meses e mais de 200 hs de treinamento teórico e prático.  O Curso é dividido em 4 partes cobrindo tudo o que um professor precisa para dar aulas boa aula de yoga e encantar seus alunos..   Teoria do Yoga: Principais conceitos teóricos e História do Yoga Prática do Yoga: Técnicas mais importantes do Yoga Ensino do Yoga: Como transmitir esses ensinamentos Profissão de Professor de Yoga: Como viver bem de Yoga Além disso há encontros online mensais para tratar de didática de aulas e alinhamentos das posturas. 

Em que pode trabalhar um professor de Yoga?

Em que pode trabalhar um professor de Yoga Em que pode trabalhar um professor de Yoga? Neste vídeo, explicamos as fontes de arrecadação de um professor de Yoga. Assista! https://youtu.be/4mWZm6WlurE Quais áreas um professor de Yoga pode atuar? Quais são as fontes de renda de um professor de Yoga? Neste vídeo apresentamos algumas possibilidade de receita para quem quer viver de Yoga. No Curso de Formação do YogIN App Academy, além da teoria do Yoga, temos aulas dedicadas a quem quer tornar o Yoga sua profissão. Ensinamos as principais fontes de renda de um professor e como ele pode otimizar seus ganhos com sua vocação. Formação Yoga Online - Curso para Professores de Yoga   new RDStationForms(\'formulario-news-063d2fa096f3e3188953\', \'UA-68279709-5\').createForm();

Como é Ser Professor de Yoga

Como é ser Professor de Yoga ? Como é viver de Yoga? Neste vídeo explicamos como é viver de Yoga. Qual o chamado para quem quer ensinar Yoga? É viável viver de Yoga? Esse vídeo conta um pouco sobre como essa profissão é brilhante e promissora.   https://youtu.be/2OQtZ1kO4u0 Se quiser saber mais sobre Curso de Formação de Yoga, deixe seu email no formulário abaixo. new RDStationForms(\'formulario-news-063d2fa096f3e3188953\', \'UA-68279709-5\').createForm();   Se quiser saber mais sobre o Curso 100% Online de Formação de Professores de Yoga, clique aqui.  

A descoberta mais importante

A descoberta mais importante A descoberta mais importante que você precisa na vida é saber o que lhe traz plenitude. Tornar-se professor de Yoga é cada dia mais comum. Afinal, estima-se que existam mais de 300 milhões de praticantes no mundo. Em 2017, segundo estatísticas, cerca de 27 milhões de pessoas praticaram Yoga nos EUA. 😲😲😲 Trata-se de um mercado que cresce a cada dia, pois os efeitos dessa prática se alinham com a necessidade diária de lidar com estresse, ansiedade, falta de foco e má postura tão comuns em nossos dias. Além disso, o Covid-19 trouxe isolamento social, incertezas e medos que exigem uma capacidade ainda maior de permanecer tranquilo, presente e resiliente ante a um cenário que se transforma a cada instante. 😷😷😷 Quem já pratica Yoga rotineiramente sabe que sua presença em nossas vidas nunca foi tão necessária quanto agora.  Mesmo assim, dedicar-se a um curso de Formação de Professores de Yoga ainda encontra muitas objeções e resistências, especialmente por aqueles que estão do lado de fora do processo. Para decisões como essa, é interessante observar como o próprio Yoga nos apresenta a solução. Basta que nos voltemos para o objetivo final dessa prática, o Kaivalya. 💥💥💥 O estágio final da meditação acontece quando superam-se as flutuações mentais e estabelece-se inteiramente em sua própria essência. É por essa via, o estado de Samadhi, que o Yoga se completa, produzindo Kaivalya, o isolamento. Esse isolamento, no entanto, não se trata do afastamento físico ou emocional das atividades cotidianas, mas de um isolamento da percepção, quando nos reconhecemos como o verdadeiro Eu que existe em cada ser humano. 💪💪💪 Por meio do Kaivalya as influências e acontecimentos do meio externo deixam de produzir sofrimento no Yogin, que atinge a libertação. Logicamente, esse processo exige tempo e dedicação, mas também é fato que não ocorre subitamente. Trata-se de uma construção feita a cada prática, a cada técnica, algo que se reforça a cada vez que você fecha os olhos e mergulha em si em uma prática de Yoga. 👌👌👌 Portanto, conforme se desenvolve na senda Yogi, o praticante torna-se mais conhecedor de si e menos influenciável pelo meio externo.  Abandona-se a necessidade de aprovação ou o desejo de agradar quem quer que seja. Afinal, a meditação nos mostra que a verdade encontra-se do lado de dentro. Se você já pratica meditação já tem sabedoria para compreender que todas respostas estão do lado de dentro e que elas chegam através do aquietamento do corpo, da mente e do isolamento de qualquer influência externa. 💭💭💭 Assista ao último episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino, clicando aqui. Se você pensa em fazer um curso de Formação de Professores de Yoga, mas ainda não tem certeza se esse é o caminho certo a ser seguido, só existe uma pessoa que irá lhe dar a resposta adequada: você! Recolha-se, busque seu Kaivalya e encontrará o que precisa. Que seja uma bela jornada em busca desta resolução! Namaskara

Professor de Yoga

A verdade sobre a intuição

A verdade sobre a intuição Swadhyaya é um conceito importante no Yoga. Ele possui duas interpretações, uma delas se refere ao estudo de escrituras sagradas.  Na outra, que serve mais para nossa aplicação cotidiana, diz respeito à auto-observação que o Yogin deve aplicar constantemente para seu desenvolvimento. 👀👀👀 É uma ferramenta que dá continuidade à meditação feita durante as práticas. Ao praticar a auto-observação é possível perceber que certas atividades lhe trazem para o momento presente sem nenhum esforço. 🕊🕊🕊 É como se a sua mente gravitasse em direção a essas funções colocando-o diretamente em contato com o que está sendo feito. Isso se aproxima muito da meditação, que em seus estágio mais profundos passa a ocorrer naturalmente, sem o dispêndio da enorme energia aplicada quando se inicia essa prática. Para o Hinduismo, isso ocorre porque tais ações estão sendo conduzidas por nossa voz intuitiva, a voz que fala através do coração. 💜💜💜 Nessa cultura, o Guru mais sábio de todos é aquele que habita no Hrd chakra, ou seja, o coração espiritual, que para o hindu está no centro do peito, na altura do coração físico. Cada ser humano, portanto, traz em si a sabedoria necessária para conduzir a vida da melhor forma, mas para isso é preciso aprender a escutá-la. Quando se consegue acomodar a mente na situação em que se vive, seja ela qual for, a voz intuitiva passa a conduzir as ações. Assim, as mais profundas verdades e vocações são colocadas em prática pelo indivíduo. É dessa forma que nos aproximamos de nosso Dharma. 🙏🙏🙏 O papel do Yoga é aumentar esse aquietamento mental para que percepções mais sutis e verdadeiras de nós mesmos e das ações a serem realizadas venham à tona. Então, reflita sobre sua relação com o Yoga. Não apenas com a prática em si, mas com a escola filosófica do Yoga como um todo. 💭💭💭 Se você se sente muito entusiasmado e, principalmente, absorvido ao estudar ou conversar sobre Yoga, isso é um sinal de que sua verdade interna se alinha quando toca esse assunto. É possível que o seu Dharma pessoal tenha relação com o Yoga, seja colocando-o cada vez mais em sua rotina ou transmitindo sua experiência aos outros. Ensinar Yoga não quer dizer que se viva apenas focado nisso, mas trata-se de uma visão de mundo que passa por compartilhar sua sabedoria para que alunos e amigos também experimentem as transformações que essa prática produz. 👌👌👌 E estar alinhado com um propósito que, às vezes, vai além da compreensão mental, pois vem a partir de uma intuição verdadeira. O sexto episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino aborda esse chamado interno para quem amam o Yoga com toda sinceridade. Para assistir ao episódio, clique aqui. Se você já está alinhado com o propósito de ensinar Yoga, clique aqui e faça uma degustação do nosso curso de Formação de Professores de Yoga 100% Online. Namaskara. 🙏🙏🙏

Clique para assistir a série

A aula mais difícil para o professor de Yoga

A aula mais difícil para o professor de Yoga A aula mais difícil para o professor de Yoga é aquela que nem todo mundo aprendeu a dar. E é uma das situações mais corriqueiras desse tipo de trabalho. Uma das maiores satisfações do professor de Yoga é quando os alunos formam um grupo disciplinado de práticas, o que traz entusiasmo para quem ensina e pratica. 😻😻😻 A coesão da turma promove uma espécie de simbiose entre os praticantes. Mesmo sem perceber, cada um acaba influenciando a prática dos demais. Leia o texto sobre como o treinamento de ciclismo produz o mesmo fenômeno clicando aqui. Porém, as turmas nunca terão uma sincronicidade no nível e velocidade evolutivas.  Haverá aquele que já praticava antes de iniciar suas aulas, outro que já está ao seu lado por algum tempo e também quem chega absolutamente novato para a prática. 🙊🙊🙊 Como existem diferentes estágios na evolução dos praticantes e cada fase requer um tipo de prática, essa situação pode ser desafiadora para o professor de Yoga. Nessas horas ter discernimento sobre o tipo de classe e técnica que irá se adequar ao momento de cada aluno é algo valioso. Felizmente, no ensino do Yoga nada é fixo, as estruturas de uma aula não precisam ser rígidas. 🙌🙌🙌 O mais importante é ter clareza sobre a fundamentação dentro da qual você constrói suas aulas. É imprescindível ter boas referências, as quais se adquire através de estudos, relatos e experiências próprias. Se quiser saber um pouco mais sobre o Yoga Sutra, obra fundamental do Yoga, clique aqui para assistir o episódio no qual falamos apenas sobre essa escritura clássica. Dessa forma, os mais experientes continuarão evoluindo e os novatos sentirão que mesmo essas aulas são adequadas para o seu desenvolvimento. 😎😎😎 Por exemplo, pranayamas avançados usam a mesma base respiratória que foi ensinada quando se era um iniciante. Portanto, refazer técnicas aprendidas no início das práticas será uma experiência nova pois a percepção de quem já pratica há mais tempo é diferente de quando se era um aluno iniciante. Para quem começa, aquilo será a base, para quem já conhece a técnica, será uma oportunidade de experimentá-la sob um outro patamar. 💪💪💪 Entender que uma aula aceita inúmeras possibilidades para se transmitir o Yoga é o primeiro passo.  A partir daí, um novo mundo de possibilidades se abre para o professor explorar diferentes formas de proporcionar evolução e experiências para seus alunos. 👯👯👯 No quarto episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino, damos sugestões para que você saiba lidar com esses momentos com tranquilidade e seus alunos continuem frequentando suas aulas, independentemente do nível da turma!  Caso você ainda não tenha se inscrito na nossa série, clique aqui. Clique aqui para assistir. Vale a pena conferir! 💫💫💫 Sabemos que existe uma enorme diferença entre experimentar o Yoga dentro de si e expressá-lo para o lado de fora enquanto professor. Queremos facilitar a sua jornada neste momento único dentro do Yoga! Essa série de vídeos é a nossa contribuição. 🏆🏆🏆 Se você gosta do nosso conteúdo, acompanhe nosso trabalho nas redes sociais e compartilhe estes episódios com outras pessoas que possam se interessar pelo tema. Namaskara.

Assista nossa série Professor de Yoga - Bases do Ensino

Dicas simples para aulas mistas de Yoga

Dicas simples para aulas mistas de Yoga Quem ensina Yoga e nunca deu aula para alunos em estágios completamente distintos que atire a primeira pedra. 😆😆😆 Apesar de ser uma situação corriqueira na profissão, pode ser desafiadora por diversos motivos.  Afinal, como transmitir uma aula profunda para quem já é experiente e, ao mesmo tempo, que ensine fundamentos do Yoga para aqueles que estão começando? 😱😱😱 Foi pensando justamente em descomplicar suas aulas quando turmas assim se formam que fizemos o quarto episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino. Nesta aula, apresentamos algumas sugestões simples e flexíveis que irão se moldar às suas necessidades. 💥💥💥 Usando a experiência do professor dentro do Yoga como base para resolver a questão. http://https://media.giphy.com/media/UqwcctQVHqhJKS6Qj8/giphy.gif Dessa forma, você poderá usar sua criatividade para encantar alunos de qualquer nível de prática, sem perder o cerne do que deseja transmitir. 🙌🙌🙌 Se quiser aprender mais sobre como estruturar suas aulas e ensinar aos alunos iniciantes, acompanhe a série completa clicando aqui. O objetivo da nossa série é lhe proporcionar bases que são simples de aprender e fáceis de aplicar quando você está dando aulas de Yoga. Se você já ensina Yoga, deixe seu comentário nos contando se já viveu algo assim e como foi lidar com isso.

Clique para assistir a série Professor de Yoga - Bases do Ensino

Evolução no Yoga para quem começa!

Evolução no Yoga para quem começa! Uma das coisas mais fascinantes no treinamento do ciclismo é o fato de que pessoas com níveis distintos, segundo pesquisas com até 30% de diferença, podem treinar juntos e mesmo assim será interessante e desafiador para ambos. 💪💪💪 Isso é possível porque os mais lentos poderão entrar no vácuo dos atletas mais velozes. Ou seja, aquele que está na frente quebra a resistência do ar, diminuindo a quantidade de esforço daquele que está atrás.  Esse efeito do ciclismo torna os treinamentos em grupo mais acessíveis aos diferentes tipos de praticantes. 👫👬👭 Na prática de Yoga em grupos podemos ver o mesmo efeito acontecendo! Teoricamente, quando algum aluno iniciante passa a frequentar uma aula onde a maior parte dos praticantes é mais experiente, pensamos que a aula perderá profundidade e os veteranos terão que retornar ao básico, o que estancaria sua evolução.  Na prática, as coisas não funcionam bem assim. Afinal, o básico do Yoga poderá produzir evolução independentemente do nível em que o aluno se encontra. 🙌🙌🙌 O melhor exemplo disso é a técnica essencial do Yoga: a meditação.  Ao praticar meditação, o mesmo exercício produzirá diferentes níveis de percepção interna em cada aluno.  Isso porque muitas vezes na prática do Yoga, a experiência interna é o resultado mais importante. E ele independe do meio externo. 💆💆💆 Para o iniciante, no entanto, o grupo pode ter uma enorme influência em sua evolução.  É como se o aluno novo entrasse no \"vácuo\" dos colegas mais experientes. De certa forma, a presença de praticantes antigos irá facilitar a evolução de quem está começando. 🌀🌀🌀 Colocando de uma forma prática, pense em qual situação seria mais fácil propícia para evoluir na meditação: numa aula na qual os alunos estão aprendendo a respirar e não encontraram quietude corporal suficiente para permanecerem imóveis durante o exercício ou aquela na qual o grupo permanece em absoluto silêncio durante todo exercício? Percebeu a diferença? 😉😉😉 Portanto, praticar Yoga com turmas de alunos mais experientes pode ser uma plataforma eficaz para a evolução interna. 🚀🚀🚀 No entanto, existe um ponto essencial neste processo: a maneira como se orienta a aula mista, na qual diferentes níveis de praticantes se encontram.  Quem conduz a aula precisa construir aulas que possam tocar esses dois mundos: aqueles que estão descobrindo o Yoga agora e aqueles que já experimentam seus resultados há algum tempo. ✅✅✅ Nessa semana, o episódio da série Professor de Yoga - Bases do Ensino, aborda justamente esse momento em que alunos que se encontram em diferentes momentos do caminho do Yoga se encontram numa classe. Se você ainda não está inscrito na nossa série, clique aqui. Mais uma vez, estamos propondo uma construção pessoal baseada na sua experiência e nas coisas que poderão servir para todos os alunos, independentemente do tempo de prática de cada um. Sabendo como lidar com essa situação, que é mais corriqueira do que se imagina, todos saíram de suas aulas com experiências profundas, independentemente do nível de cada aluno.  De quebra, ainda existem grandes chances de seus alunos novatos pegarem o vácuo da turma e evoluir através da participação de aulas com praticantes mais experientes. Para ler mais sobre a série Professor de Yoga - Bases do Ensino, clique aqui. Esperamos que você goste e aplique essas dicas em suas aulas!  Se você gosta deste conteúdo, compartilhe com pessoas que também se interessam em ensinar Yoga! 🤝🤝🤝

Qual o Tamanho do Mercado do Yoga?

Qual o Tamanho do Mercado do Yoga Qual o Tamanho do Mercado do Yoga? O Yoga vem crescendo em todo o mundo e isso pode-se comprovar através dos dados nos Estados Unidos, local quem mais mede resultados financeiros.   Neste vídeo mostraremos quais são os dados americanos e brasileiros sobre o Crescimento do Yoga.   https://youtu.be/o8BQ7ODDSHg No Curso de Formação do YogIN App Academy, além da teoria do Yoga, temos aulas dedicadas a quem quer tornar o Yoga sua profissão. Ensinamos as principais fontes de renda de um professor e como ele pode otimizar seus ganhos com sua vocação.   Qual o Tamanho do Mercado de Yoga Em 2001 a revista Time publicou uma capa com a modelo Christy Turlington numa postura de Yoga. A reportagem mostrava como o Yoga havia se tornado uma moda entre os americanos e como figuras da mídia como Madonna, Sting, Gwyneth Paltrow e outros ajudaram a prática indiana a se tornar popular em toda a América. Fazer Yoga se tornou algo normal nas academias e estúdios de Yoga. O Yoga que entrou no Ocidente timidamente em 1889 levou um pouco mais de 100 anos para ser visto como algo normal nos costumes ocidentais.  O Yoga não é visto no Ocidente como algo necessariamente atrelado ao Hinduísmo indiano. A revista de Yoga conhecida de Yoga dos Estados Unidos, Yoga Journal, afirma que em 2016, mais de 36 milhões de americanos fizeram Yoga, em 2012, esse número era de 20 milhões. Crescimento de 76% em 4 anos.  28% dos Americanos já participou de uma aula de Yoga em algum local próximo de onde vive.  34% dos Americanos disseram que gostariam de participar de uma aula de Yoga nos próximos 12 meses. Isso representa um número de mais de 80 milhões de praticantes. Praticantes de Yoga gastaram em 2016, mais de $16 bilhões em roupas de yoga, equipamentos, aulas e acessórios. Número 60% maior que os $10 bilhões gastos em 2012.  Segundo dados da Associação Brasileira de Ioga, publicados pela revista Exame, em 2011, haveria 500 mil adeptos da prática no Brasil. [1] Os métodos e fontes dessas estimativas são sempre obscuros; passíveis, portanto, das mais variadas contestações, para mais ou para menos. Quase uma década antes, o Consulado Geral da Índia estimava em um milhão o número de praticantes de yoga no Brasil. Grupos organizados de adeptos discordavam, falando de até 5 milhões de praticantes. [2] Em 2018, devido às novas tecnologias e canais de Yoga na internet, esse número deve se aproximar ou ultrapassar 1 milhão.   new RDStationForms(\'formulario-news-063d2fa096f3e3188953\', \'UA-68279709-5\').createForm();